Total de visualizações de página

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

A questão de amuletos é um tema polêmico





A questão de amuletos é um tema polêmico, especialmente no Brasil. Por causa da banalização da magia, do aumento da superstição muita coisa séria virou alvo do deboche de cínicos e céticos. O interessante é que o cristianismo foi moldado dentro de uma foma de fé muito voltada aos amuletos e talismãs, como por exemplo o mais famoso deles, a cruz ou crucifixo. Mas, muitos que leem a Bíblia mas, não entende, usam-na pra atacar a fé dos outros. Claro que acreditar em pé de coelho, trevo de quatro folhas e outras coisas é uma questão de fé de cada um, pode ser apenas elementos de contos de fadas, mas, os segredos dos amuletos e talismãs vai muito além disso. No catolicismo, vemos muito viva ainda a cultura de escapulários, medalhas milagrosas e terços.
Mas, vai além disso o cálice e a hóstia consagrada são elementos sagrados que podemos sim definir como objetos talismânicos. E tudo tem sua simbologia, vimos que o Cristo na Santa Ceia, usou esses elementos pra falar da vida e da morte, como também da ressurreição.
Na Umbanda e Candomblé, temos as guias e uma imensidão de elementos magisticas, que muita gente não sabe nem o que é fica falando do que não deve...

O amor verdadeiro sempre vai surpreender



Eu conheço pessoas e tem muitas mundo à fora, que não acredita no amor. Muitas porque se desiludiram, foram enganadas ou já cansaram de tentar. Quase sempre é erro delas mesmo. Algumas até se defendem dizendo que não encontram ninguém, sem saber que uma pré-elaboração de conceitos, como por exemplo ter um biotipo na cabeça uma classe de pessoas em seus desejos ou criar mecanismos de escolhas inconscientes, acabam gerando bloqueios na atratividade. Outras é porque tem problemas cármicos e espirituais e não busca saná-los. Enfim, mas, o numero de pessoas que não acreditam no amor é enorme, eu diria que pelo menos 3 em cada 10, não acredita nem na força e nem na eterna ligação entre almas. Mas, eu não tenho duvidas, nem que exista o amor e nem que ele tenha ligações além do tempo presente. Ou seja, tem almas que nasceram pra se reencontrar. E quando são separadas, por atitudes bruscas e malignas, mesmo assim suas almas continuam conectadas. Nem a morte consegue eliminar o amor!

O amor pode surgir mais rápido que um raio!



O amor pode ocorrer num estalo! As vezes a pessoa está envolvida com uma outra, achando que ela é seu grande amor, mas, de repente do nada, surge uma terceira pessoa! Muitos triângulos amorosos estão formado mundo a fora, justamente por este estalo! Teve noiva que já transou com outro no dia do casamento, colocando na conta da tal "despedida de solteira", mas, que na verdade acabou se revelando mais que isso, pois tempos depois, se obrigou a separar-se e ir ao encontro desse afer de momento. Já conheci casos de pessoas que transaram com outras loucamente no dia da lua de mel. Teve uma mulher que se apaixonou pelo motorista na hora que o mesmo a levava pra igreja. O cara boa pinta, fala mansa e que sabia tocar nos pontos certos, de uma noiva que casava mais por imposição da familia e com um noivo sem graça e bum... o amor veio facilmente. Obras do acaso que transforma-se em casos e depois revela-se reencontros de almas.
Muitas mulheres com casamentos infelizes, se tornam presas faceis de aproveitadores, mas, nessas escapadas e tentativas de preencher o vazio, um grande amor aparece e ela descobre que todas as tentativas foram na verdade perda de tempo e que o amor só chega na hora certa! O São Jorge não chega antes da mocinha se encontrar com o dragão, mas, antes dele devorá-la. Assim o príncipe encantado de cada mulher, surge sempre quando ela precisa ser salva.
Quem prestar bem atenção na jornada de Tobias, verá que ele foi levado pelo Arcanjo Rafael até aquela viúva, não só para salva-la, mas, pra revelar o segredo dos desencontros das almas gêmeas e que cada pessoa tem que passar por certas escolhas e erros até encontrar seu verdadeiro amor. Mas, ele se revela como um raio, por isso a simbologia da flecha do cúpido... Quando você menos espera o amor se revela! Namasté a todos!
Carlinhos Lima

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Poderosos se aliam contra a justiça da Terra, mas, não escaparão contra justiça divina


Dos efeitos do carma não escaparão


Os caros amigos leitores e apaixonados por astrologia, como também os que estudam oráculos, Umbanda e o carma, seja por que via for - Kabalah, hinduísmo ou outras vertentes, sabem bem de que forma analisamos aqui os conceitos astrológicos ou ancestrais. E no caso dos poderes da república, como analisei nesse artigo aqui há pouco tempo, eu citei que os senhores do carma puniriam todo político ou autoridade que defender a impunidade. E basta os caros leitores darem uma olhadinha nas notícias que verão, senadores que se acham "raposas velhas" e que podem dar as costas ao povo pra servirem apenas o corporativismo, estão adoecendo. Vimos há pouco tempo como Romero Jucá, um dos mais acusados em diversos inquéritos, inclusive da Lava Jato, passou por sérios problemas de saúde e até mesmo o Temer, dizem que está com problemas cardíacos (mesmo que sua assessoria negue parece ser verdade). Agora num caso mais recente, vemos que Paulo Bauer, líder do PSDB no Senado, está internado no Instituto de Cardiologia do Distrito Federal. Lembrem bem que ele é um dos articuladores pra salvar a pele do seu chefe Aécio Neves. Portanto, queridos amigos, não tenham dúvida que todas essas autoridades que deveriam cumprir o dever de defender a justiça, o país e o povo, mas, que viram as costas pra nação, serão punidos de alguma forma pelo Astral Superior. Eles acham que dinheiro resolve tudo, mas, dinheiro não pode comprar a justiça divina.

E não é apenas os políticos, mas, todo aquele de qualquer outro poder, especialmente do judiciário, que ao invés de defender a justiça, estão defendendo a sujeira e imoralidade, serão punidos da mesma forma. Tanto Congresso, quanto governo e STF ou mesmo polícias e Ministério Público, que não agirem com verdade e justiça, receberão punições duras dos senhores do carma.

domingo, 8 de outubro de 2017

Magia sexual: a energia "boa" ou "má"






Por sua vez, a energia primária que podemos utilizar ativando certos polos planetários é um pouco como uma faca: não é nem "boa" nem "má", é o uso que o indivíduo faz dela é que a converte em "boa" ou "má"
A Lua Negra ou Lilith é o segundo foco da eclíptica teórica desenhada pela Lua no seu percurso ao redor da Terra, tem um período de evolução zodiacal de cerca de nove anos. Simbolicamente representa a face escura da Lua, quer dizer, a que permanece sempre escondida aos olhos dos seres humanos.

O Tarô e outras artes divinatórias, espertam curiosidade e interesse pela magia



O Tarô e qualquer oráculo ou arte divinatória, tanto por ser complexo, despertar curiosidade e magia, acaba causando fascínio em uns e medo em outros. Claro que a parte do medo, é gerada pelas falsas pregações bibliolátras, que demoniza tudo, mas, o fascínio também nem sempre é real. Muitos que tem o dom, busca seus conhecimentos, por um chamado, até mesmo quem não quer estudá-lo, mas, recebem uma forte intuição de que as cartas passarão uma mensagem importante. Mas, tem aqueles que se mostram fascinados, apenas por quem querem explorar os arcanos, colocar suas duvidas querendo resolver seus problemas quase sempre mesquinhos, surrando o tarô, diariamente, sem dom e sem respeito. Assim ele se torna muito mais um perigo que uma ajuda.
Muitas pessoas estão interessadas em adivinhação, com a ajuda das cartas de tarô. Um dos oráculos e arte mais antiga e complexa falar sobre o que foi analisado por muitas pessoas, tentando entender o jogo de cada um não é nada fácil. CG Jung, o homem descobriu os antigos símbolos das cartas de tarô. A visão de que estes símbolos, que são formas ocultas, mas eles estão presentes em nossa consciência e comportamento independente de sua própria vontade. Desde a fundação de Jung na maneira que só nós podemos viver uma vida plena, se estamos em harmonia com os símbolos. e perceber, compreender a sua mensagem.
Camadas mais profundas da alma arquetípica do patrimônio escondido recebemos dos antepassados. Eles evoluíram em paralelo com a humanidade. "Neles encontramos os princípios humanos unificadores que são comuns a todos nós." Diz CG Jung.
Os cartões de imagens específicos, detalhados e experientes e arquétipos que expressam ideias. As palavras não podem articular com precisão as imagens pois estão, por conseguinte, sob a forma de imagens, imitando uma cena. Tal como acontece com a melhor representação possível pode ser definido, você nunca pode saber exatamente, ou expressá-la, totalmente. As cartas de tarô são um par de opostos que se envolvem. Quando um cartão é selecionado, antes de ter que se sentar no fundo do pequeno mundo de misticismo e de profecia, devemos estar abertos para acomodar novas informações. Assim, o lençol puxado para cima para ajudar a devolver a imagem que está em harmonia com nós mesmos sobre nossa alma e e sobre o mundo a nossa volta. As páginas são mensagens curtas e concisas, mas o seu nível de compreensão e conhecimento se expande, enche o emblema dizeres e significados, que são revelados e estão no mais profundo inconsciente e passa pelo subconsciente, até nossa mente consciente... Namastê
Carlinhos Lima

domingo, 1 de outubro de 2017

Os sacrifícios e polêmicas na crença dos orixás


A magia sagrada


A grande polêmica que fazem com a religião dos orixás é o fato de em alguns de seus rituais animais serem sacrificados. Uma prática que existe desde quando o homem precisa alimentar-se. Sempre foram realizados por muitas religiões, mas que aos poucos foram deixando de existir em algumas. A pergunta é, então, por que o candomblé ainda faz o que, para muitos, é considerado uma barbaridade? A resposta é simples: essa religião tem uma profunda relação com o planeta Terra, tanto que suas danças são feitas com os pés totalmente plantados no chão, diferente do balé, que parece demonstrar que os bailarinos, dançando nas pontas dos pés, desejam alcançar o céu. Essa ligação com a terra não poderia excluir a necessidade que o homem tem de se alimentar para sobreviver.
Oferecemos aos deuses tudo aquilo que nos mantém vivos e alegres: alimentos, flores, perfumes, água limpa e fresca. Tranquilizo os leitores dizendo que no dia em que os homens deixarem de ter na mesa galinha, galo, carneiro, porco, boi… naturalmente esses animais deixarão de ser ofertados aos deuses. Se um dia o sacrifício humano existiu foi porque as tribos se alimentavam de seus semelhantes. Se a desculpa para crítica de sacrifício de animais se deve ao fato de eles serem seres vivos, gostaria de lembrar que laranja, alface, couve também são seres vivos.
Afinal, quando arrancamos uma raiz de inhame para que ela faça parte da nossa farta mesa de café da manhã, nem lembramos que sacrificamos um ser vivo. Neste caso é para nos servir de alimento, e quando arrancamos uma flor pelo simples prazer de curtir sua beleza? Gostaria, apenas, que as pessoas que criticam os rituais refletissem sobre o que foi dito anteriormente, com o coração e a mente aberta, e chegassem às suas próprias conclusões.
Caso tudo o que falei ainda não tenha servido para que o sacrifício de animais no candomblé possa ser compreendido, quero lembrar que os animais de que o povo se alimenta no seu dia a dia são mortos em série, de maneira cruel, nos abatedouros. Os animais dos cultos afros são reverenciados desde que são escolhidos nas feiras livres, até o momento em que são oferecidos aos orixás, quando cobrimos seus olhos com folhas específicas de calma e cantamos a fim de diminuir o estresse que eles possam estar sentindo. Além disso, eles não são animais quaisquer, são escolhidos aqueles que o sacerdote consagrado para esta função percebe que já estão no momento de passar para outro estágio evolutivo. Não matamos o animal, damos a ele um novo nascimento, por isso cantamos: Bi ewe yeje para lala ie, Ògún pere pa = Demos-lhes um novo nascimento, você resistiu à prova, ultrapassou seguramente privações e sofrimentos, você não está morto, está vivo. Somente Ogun mata.

Mesmo perseguida, a astrologia fascina o homem há milênios



O milenar saber astrológico





Astrologia tem fascinado as pessoas por mais de 6.000 anos, com seus insights sobre os acontecimentos mundiais e da natureza humana. Esta poderosa ferramenta, como muitos descobriram, pode revelar as profundezas de sua personalidade, incluindo habilidades, talentos, motivações e desafios em qualquer área da vida de relações com o dinheiro para a carreira, amizade, crianças, família e criatividade.
Astrologia é muito mais do que o seu signo solar. Seu gráfico (nascimento) natal, quando calculada para a sua data exata, horário e local de nascimento, mostra todos os outros planetas, seu signo ascendente (também chamado de Ascendente) e as casas (áreas da vida). Ao contrário de seu signo solar, que é compartilhado por milhões de pessoas, o seu mapa de nascimento é único, como você é. É o seu mapa personalizado dos céus.
Quando interpretado por um astrólogo experiente, seu mapa natal revela o seu potencial nesta vida e também onde você está nessa jornada. Você pode obter insights sobre as fases atuais e futuras, quando a esperar que a evolução da carreira, romance, compromisso, um aumento na renda e muito mais. Como uma ferramenta de previsão, a astrologia pode ajudar você a se preparar para períodos de sucesso, bem como tempos desafiadores. É tudo no tempo, que é a força da astrologia como uma ferramenta de previsão.

Os criados com santidade


A divindade dos anjos


Os seres humanos, por outro lado, não são criados com santidade. Pelo contrário, são criados com um corpo físico que tem fortes impulsos e desejos de agir em total contraste com a santidade. Quando os homens exercem controle sobre suas urgências físicas e agem de acordo com a moral e a ética, tornam-se espirituais e santificados por obra de seu próprio empenho. Contrapondo-se aos anjos que são estacionários, os seres humanos caminham, podendo, portanto, progredir. É por esta razão que os ensinamentos de nossa Torá nos dizem que os homens são superiores aos anjos.
Quando as pessoas progridem espiritualmente, elas impactam o ambiente que as rodeia. Sua família, seus amigos e sua comunidade são influenciados por sua espiritualidade. Eles assim possibilitam que outros sigam seus passos, suas pegadas. Daí o título de meu trabalho, “Os anjos não deixam pegadas”. As pessoas, sim, deixam sua marca.

“Os anjos não deixam pegadas”







“Os anjos não deixam pegadas”, baseia-se na afirmação do Talmud de que os anjos apenas ficam parados, enquanto os seres humanos podem caminhar.
Nesta afirmação está implícito que por mais santificados que sejam os anjos, eles o são por terem sido criados desta forma. Sua santidade não é fruto de suas próprias ações. Os anjos não conseguem aperfeiçoar-se. Não se podem tornar ainda mais santificados do que quando foram criados. Pois os anjos são estacionários, nem progridem nem retrocedem.
Essa afirmação é muito profunda e em termos de angeologia deixa margem pra certas controvérsias. Ou seja, se eles cairam um dia, ou alguns deles, quer dizer que retrocedem sim e se há hierarquias, de certa forma eles podem subir por elas... Um exemplo é a historia de Lucifer e Miguel, quando um caiu o outro substituiu no comando do exercito celestial...

As ocorrências cíclicas da natureza

Os fatos inesperados são recebidos


Como o tempo é cíclico, fatos inesperados são recebidos com espanto. Assim, as ocorrências cíclicas da natureza – por exemplo, as fases da lua e as estações climáticas – são encaradas como acontecimentos normais da vida, mas o que escapa do ritmo normal do tempo é visto com preocupação e medo, como um eclipse, uma enchente etc. O nascimento de gêmeos, que contraria o desenlace normal da gestação, constitui também um fato excepcional.
Os afrodescendentes assimilaram o calendário e a contagem de tempo usados na sociedade brasileira, mas muitas reminiscências da concepção africana podem ser encontradas no cotidiano dos candomblés. A chegada de um novo odum, ano novo, é festejada com ritos oraculares para se saber qual orixá o preside, pois cada ano vê repetir-se a saga do orixá que o comanda: será um ano de guerra, se o orixá for um guerreiro, como Ogum, de fartura, se o orixá for um provedor, como Oxóssi, será de reconciliações, se for de um orixá da temperança, como Iemanjá, e assim por diante. O ossé, a semana, constituiu-se num rito semanal de limpeza e troca das águas dos altares dos orixás. Cada dia da semana, agora a semana de sete dias, é dedicado a um ou mais orixás, sendo cada dia propício a eventos narrados pelos mitos daqueles orixás, por exemplo, a quarta-feira é dia de justiça porque é dia de Xangô. As grandes festas dos deuses africanos adaptaram-se ao calendário festivo do catolicismo por força do sincretismo que, até bem pouco tempo, era praticamente compulsório, mas o que a festa do terreiro enfatiza é o mito africano, do orixá, e não o do santo católico.


Iorubás e eventos experimentados e reconhecidos por toda a comunidade

Calendário Iorubá


Antes da imposição do calendário europeu, os iorubás, que são a fonte principal da matriz cultural do candomblé brasileiro (Prandi, 2000b), organizavam o presente numa semana de quatro dias. O ano era demarcado pela repetição das estações e eles não conheciam sua divisão em meses. A duração de cada período de tempo era marcada por eventos experimentados e reconhecidos por toda a comunidade. Assim, um dia começava com o nascer do sol, não importando se às cinco ou às sete horas, em nossa contagem ocidental, e terminava quando as pessoas se recolhiam para dormir (Mbiti, 1990: 19), o que podia ser às oito da noite ou à meia-noite em nosso horário. Essas variações, importantes para nós, com nosso relógio que controla nosso dia, não o eram para eles. Sobre este calendário e o inicio da tradição que resultou no Candomblé e Umbanda que conhecemos hoje, trato em meus estudos de Umbanda Astrológica...

O tempo nas sociedades africanas tradicionais


O tempo tem que ser criado


Para o pensador africano John Mbiti, enquanto nas sociedades ocidentais o tempo pode ser concebido como algo a ser consumido, podendo ser vendido e comprado como se fosse mercadoria ou serviço potenciais – tempo é dinheiro –, nas sociedades africanas tradicionais o tempo tem que ser criado ou produzido. Mbiti afirma que “o homem africano não é escravo do tempo, mas, em vez disso, ele faz tanto tempo quanto queira”. Comenta que, por não conhecerem essa concepção, muitos estrangeiros ocidentais não raro julgam que os africanos estão sempre atrasados naquilo que fazem, enquanto outros dizem: “Ah! Esses africanos ficam aí sentados desperdiçando seu tempo na ociosidade” (Mbiti, 1990: 19).

Fé e rituais: Quando se vai ao terreiro

Começa quando tudo estiver “pronto”


Quando se vai ao terreiro, é aconselhável não marcar nenhum outro compromisso fora dali para o mesmo dia, pois não se sabe quando se pode ir embora, não se sabe quanto tempo vai durar a visita, a obrigação, a festa. Aliás, candomblé também não tem hora certa para começar. Começa quando tudo estiver “pronto”. Os convidados e simpatizantes vão chegando num horário mais ou menos previsto, mas podem esperar horas sentados. Então muitos preferem chegar bem tarde, o que pode acarretar novos atrasos. E não adianta reclamar, pois logo alguém dirá que “candomblé não tem hora”. Uma vez, depois de muita espera, perguntei a que horas iria o candomblé realmente começar. A resposta foi: “Depois que mãezinha (a mãe-de-santo) trocar de roupa.” Enfim, o tempo será sempre definido pela conclusão das tarefas consideradas necessárias no entender do grupo, a fórmula: “quando estiver pronto”.
Essa idéia de que o tempo está sujeito ao acontecer dos eventos e ao sabor da realização de tarefas necessárias pode ser observada no cotidiano dos terreiros também fora das festas. Pesquisadores que estão se iniciando em trabalho de campo espantam-se muito com a “falta de horário” das mães e pais-de-santo, tendo que esperar horas e horas, se não dias, para fazer uma entrevista que pensavam estar agendada para um horário bem determinado. Clientes que vão ao terreiro para o jogo de búzios ou outros serviços mágicos também podem se sentir incomodados pelo modo como o povo-de-santo usufrui do tempo.

O astral do amor e paixão


Cinderela é uma mulher


Idealisticamente, a Cinderela é uma mulher que se casa com seu príncipe encantado e vivem felizes para sempre. A Umbanda Astrológica pode ajudar cada mulher para saber se um homem em particular é o seu príncipe própria e especial de charme, e que horas ela é Cinderela .
No sentido tradicional, Cinderelas são mulheres que se casam com príncipes reais de famílias reais. As respostas são sempre as estrelas! O sucesso ou fracasso de um casamento depende dos pontos fortes e fracos do mapa astrológico do dia do casamento (Gráfico Casamento). E a chave para o sucesso no amor e casamento bem-sucedido, depende do mapa dos envolvidos, estarem bem alinhados ao mapa do céu daquele dia da união, como também, geralmente tem ângulos mágicos, especialmente os feitos pela Chiron e / ou o Sol, também sobre os pontos citados como pontos de busca, de amor ou de sonhos...

Na Umbanda Astrológica estuda-se em especial o amor e comportamento das pessoas


Pelos movimentos e ciclos astrais


Na Umbanda Astrológica estuda-se bem os movimentos e ciclos astrais, que determinam fases importantes na vida das pessoas, como por exemplo, fases de crescimento profissional, amor e de assuntos ligados a saúde. Quíron é o planeta da Cinderela. Como qualquer outro planeta, Chiron está em constante movimento, uma vez que orbita o sol. Como Chiron se move no céu, sempre que faz um ângulo MÁGICO à seu planeta chave do amor, das buscas ou dos sonhos, você está no auge de seu ciclo de Romance.
O mesmo é verdadeiro quando a posição destes astros citados acima amor, buscas ou sonhos no céu faz um ângulo mágico para o seu Chiron. É nessas horas que você está no seu Tempo Cinderela e você é o mais atraente, mais charmoso e mais fascinante. Esses planetas são os que regem casas importantes do mapa e personificados a partir de Vênus, Netuno e Júpiter. Mas, há que se observar, também quais são os regentes das casas 12, 7 e 9.
Durante o seu tempo de Cinderela, as pessoas te perdoam por tudo. Eles ignoram suas falhas e você está no auge de sua popularidade. É esse um bom momento pra mulher que deu uma puladinha de cerca pedir perdão e reconciliar, caso o mapa do marido também esteja tocado por essas configurações também. Especialmente o ponto do perdão do marido. É durante o seu tempo Cinderela que você é tão irresistível como você pode possivelmente ser. Você quase pode andar no ar. Isto é, quando você tem a maior chance de satisfazer aos seus príncipes encantados, se apaixonar juntos e se casar com eles. Mas, como você deve ter adivinhado, seu Portal de Cinderela está aberto apenas para algumas vezes em sua vida e apenas brevemente de cada vez. Não perca. É fundamental que você aproveitá-la sempre que ele ocorre em sua própria vida. Ao estudar as seguintes configurações citadas acima de Cinderela, você pode começar a aprender a reconhecer a abertura de seu Tempo Cinderela própria para que você possa atravessá-la antes que se feche. Pra saber sobre esse período é preciso observar o mapa natal de cada pessoa...
Namastê!
Climazzen Astrologia

Candomblé e participação


Crença afrobrasileira


Num terreiro de candomblé, praticamente todos os membros da casa participam dos preparativos, sendo que muitos desempenham tarefas específicas de seus postos sacerdotais. Todos comem no terreiro, ali se banham e se vestem. Às vezes, dorme-se no terreiros noites seguidas, muitas mulheres fazendo-se acompanhar de filhos pequenos. É uma enormidade de coisas a fazer e de gente as fazendo. Há uma pauta a ser cumprida e horários mais ou menos previstos para cada atividade, como “ao nascer do sol”, “depois do almoço”, “de tarde”, “quando o sol esfriar”, “de tardinha”, “de noite”. Não é costume fazer referência e nem respeitar a hora marcada pelo relógio e muitos imprevistos podem acontecer. No terreiro, aliás, é comum tirar o relógio do pulso, pois não tem utilidade. Durante a matança, os orixás são consultados por meio do jogo oracular para se saber se estão satisfeitos com as oferendas, e podem pedir mais. De repente, então, é preciso parar tudo e sair para providenciar mais um cabrito, mais galinhas, mais frutas, ou seja lá o que for. Em qualquer dos momentos, orixás podem ser manifestar e será preciso cantar para eles, se não dançar com eles. Os orixás em transe podem, inclusive, impor alterações no ritual. Eles podem ficar muitas horas “em terra” enquanto todos os presentes lhes dão atenção e tudo o mais espera. Durante o toque, a grande cerimônia pública, a presença não prevista de orixás em transe implica alargamento do tempo cerimonial, uma vez que eles devem também ser vestidos e devem dançar. A chegada de dignitários de outros terreiros, com seus séquitos, obriga a homenagens adicionais e outras sequenciais de canto e dança. Embora haja um roteiro mínimo, a festa não tem hora para acabar. Não se sabe exatamente o que vai acontecer no minuto seguinte, o planejamento é inviabilizado pela intervenção dos deuses.

Pelo fim da hipocrisia



Pelo fim da hipocrisia - “Sou uma feminista convicta. Sempre busquei o melhor para as mulheres. Dediquei mais de duas décadas de minha carreira a responder a uma questão: por que as mulheres raramente são as heroínas? Há quem não me entenda, mas o que ofereço é uma nova perspectiva feminista, sem hipocrisia. Muitos dos escritos feministas modernos conspiram a favor das perspectivas chauvinistas masculinas ao perpetuar o desprezo pela beleza e pelo sex appeal das mulheres. O feminismo radical deprecia o encanto feminino. Por que não estimular a feminilidade em vez de aboli-la?” (socióloga inglesa Catherine Hakim)

Igualdade entre os sexos



Igualdade entre os sexos - “O mito feminista da igualdade dos sexos é tão infundado quanto a afirmação de que todas as mulheres almejam a total simetria nos papéis familiares, emprego e salário. As feministas insistem que a independência financeira é necessária para a igualdade em casa. Argumentam ainda que a maior parte das mulheres é carreirista, como os homens, e detesta ficar em casa para criar os filhos. Diversos estudos indicam o contrário. A maioria das mulheres prefere ficar em casa em tempo integral quando as crianças são pequenas, pelo menos até elas começarem a frequentar a escola. Um parceiro bem-sucedido torna essa opção mais viável.” (socióloga inglesa Catherine Hakim)

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Retrocesso! Supremo rasga Estado Laico ao permitir ensino de dogmas religiosos nas escolas públicas


STF distorce o Estado laico ao liberar “catequese” em sala de aula...


O STF, num julgamento muito estranho, rasgou o estado laico brasileiro! Estranho, pois o Supremo é feito, justamente pra defender Constituição e liberdades! A presidente do Supremo, Cármem Lúcia, por exemplo, que deu o tal "voto de Minerva", sequer deveria ter votado pra desempatar, pois todos sabem que ela tem ligações com a PUC de MG. Dessa forma, sabemos bem que seu juízo, certamente é influenciado pela fé católica. Esse papo de que "se o aluno não concordar com o professor que saia da sala" é a coisa mais bizarra que poderíamos ouvir no século atual. É um absurdo e religiões como Umbanda, Candomblé e tantas outras, podem se preparar, pois o sofrimento por ataques tende a aumentar. Todos nós sabemos muito bem que a religião cristã é predominante e muito intolerante em nosso país, onde dizem que orixá "é do Diabo" e que ser ateu é ser "contra Deus". É um absurdo essa decisão do Supremo e as entidades que representam as outras religiões, deveriam recorrer dessa decisão já!


Ministro Lewandowski, cujo voto, assustador nesse ponto, prega que o Estado poderia disponibilizar o ensino facultativo apenas da religião da maioria da população (aparentemente considerando “tudo bem” o desprezo das religiões minoritárias, desconsiderando que a liberdade religiosa é um direito para proteger minorias religiosas contra arbitrariedades da maioria), mas esse entendimento restou vencido – e o Ministro cita precedentes internacionais que referendaram programas escolares que davam “maior destaque” (uma “participação maior”) ao conhecimento de uma crença sobre outras, algo bem distinto da promoção de uma única religião, como ele defendeu… E respondendo a provocação do Ministro Gilmar Mendes com outra: por acaso considera “coerente” com a laicidade estatal que Prefeitos entreguem a “chave da cidade” a Jesus Cristo, como recentemente ocorreu? Determinar a leitura da Bíblia em Legislativos municipais, estaduais e federal? Que espécie de pseudo “laicidade” é esta que permite um Estado promover determinada crença religiosa?

Improcedente, ainda, o argumento de que a laicidade estaria resguardada pelo caráter facultativo do ensino religioso, podendo os alunos dele não participar. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. A facultatividade permite que o aluno decida se quer ou não cursar aquela disciplina, independente de seu conteúdo (lembre-se das disciplinas facultativas de faculdades). O caráter facultativo ou não de uma matéria simplesmente não tem a relação necessária que se pretendeu a ele atribuir por integrantes da maioria do STF com o conteúdo confessional ou não do ensino religioso.
Como disse na citada entrevista do Justificando o Professor Alexandre Bahia, Doutor em Direito Constitucional pela UFMG, vão chover “reclamações” perante o STF – ações movidas diretamente perante o Tribunal[2], já que qualquer pessoa que vive no mundo real sabe que a catequese confessional atualmente feita nas escolas públicas vai se alastrar e piorar. Ações civis públicas também poderão ser movidas nesse sentido, em primeira instância. Afinal, como bem disse o voto vencido do Ministro Marco Aurélio, “O Brasil é marcado por ampla diversidade religiosa, e o sistema de ensino fundamental apresenta graves deficiências, inclusive sob o ângulo da infraestrutura. Cabe questionar a viabilidade de exigir-se dos Estados e dos Municípios a oferta de disciplina para cada corrente religiosa, sendo utópico esperar que, em localidade incapaz de assegurar o ensino de, por exemplo, matemática e português, os alunos tenham acesso a aulas de ensino religioso compatíveis com a liberdade de crença. É razoável supor que as escolas, ante a dificuldade de abranger integralmente o espectro de religiões, limitem-se a disponibilizar turmas referentes às crenças majoritárias ou mesmo àquelas com as quais a própria direção do estabelecimento simpatiza. Daí porque a mera previsão de respeito à diversidade religiosa nas normas questionadas revela-se insuficiente para assegurar a laicidade estatal”. 

STF, sempre tão preocupado com a quantidade de processos que tem que julgar, acaba de criar para si próprio, pois é extremamente provável que o mundo real prevaleça sobre esse inverossímil e ingênuo mundo das ideias de “ensino religioso confessional pluralista” da maioria do STF, forçando Ministério Público e prejudicados a judicializar essa questão país afora, inundando o controle difuso de constitucionalidade… Como visto, só o assustador voto do Ministro Lewandoski quis permitir o ensino apenas da crença majoritária da nação, donde a preocupação do Ministro Marco Aurélio provavelmente justificará múltiplas reclamações ao STF.

Para a Corte Constitucional Alemã, “o Estado deve ser neutro em matéria religiosa – o que significa a impossibilidade de tomar parte em favor de uma ou outra crença – e, de outro lado, a laicidade não pode ser ‘combatente’, de modo a eliminar a pluralidade que deve existir no âmbito social. No entanto, a neutralidade confessional assume uma importância especial na escola pública, em vista do caráter obrigatório do ensino. Nesse âmbito, a conduta dos professores é particularmente relevante, tendo em vista que a relação de hierarquia estabelecida entre estes e os alunos faz com que a utilização de símbolos religiosos marcantes, como o véu, assuma um caráter ostentatório, interferindo no processo de formação da consciência dos jovens. Nessa perspectiva, frisou-se a necessidade de diferenciar as limitações impostas aos professores e aos alunos, bem como de distinguir as situações em que os professores lecionam para alunos mais amadurecidos ou mais jovens. A partir dessas premissas, a Corte entendeu que, no caso em questão, o fato de a recorrente ser professora primária, bem como a circunstância de o símbolo religioso ser ostensivo e contraditório com o princípio constitucional da igualdade entre os sexos, tornavam a proibição imposta proporcional e, portanto, legítima”[3].

 Portanto, necessárias as palavras do Professor Tulio Vianna, que realizou sustentação oral no julgamento em nome da Liga Humanista Secular do Brasil (LiHS): “A pior coisa que pode acontecer agora para o Estado Laico é as pessoas se calarem. É aceitarem resignadas o avanço do obscurantismo religioso. É aceitarem que já nos tornamos uma teocracia. Na democracia é natural perdermos decisões importantes, mas elas são apenas batalhas. O obscurantismo só vencerá se os ateus, agnósticos e outros laicos se conformarem com a derrota e desistirem de lutar pela laicidade. De minha parte continuarei lutando pelo Estado Laico, em sala de aula, no meu canal no Youtube, aqui no Facebook e nas oportunidades em que puder defender a causa perante os tribunais. Hoje perdemos por 6×5. Mas ministros se aposentam e mandatos de deputados e senadores terminam. A Terra não é plana e dá voltas. No final a razão vencerá o obscurantismo. Se a razão não venceu ainda, é porque não chegamos no final”.

STF: Excelente a ponderação do ministro Barroso.



 

Ricardo Boechat fala sobre o ensino religioso nas escolas




 

Ensino religioso nas escolas ● Mario Sergio Cortella




STF permite ensino religioso nas escolas públicas • Leandro Karnal






 

Voto de Mendes sobre ensino religioso não é má-fé, é ignorância | Marco Antonio Villa

 

 

domingo, 24 de setembro de 2017

Mulher acima da média: charmosa e irresistível


Estilo natural


A mulher segura, sabe o que sente e não tem vergonha de falar o que sente. Claro que filtrando, pra não cair nas mãos de manipuladores. Mas, a mulher que tem segurança de seus sentimentos, tem autoestima e tem convicção do que quer pra si, é muito mais confiante não só de ser uma mulher especial, mas, de que precisa ser respeitada e admirada por todos. Assim ela não vai se irritar, agir com hipocrisia ou com ignorância, quando recebe um elogio. Ela vai se senti bem em estar com quem gosta dela e saberá sempre reconhecer quem realmente gosta dela...



Tem mulher que tem mais charme que as outras. Não depende no entanto, de beleza física apenas, apesar de ser um requisito importante. Na verdade a mulher fatal, sexy e envolvente, é ma mistura de uma energia espiritual harmônica, uma mente iluminada, um humor equilibrado e um físico cheio de simetria. Na verdade não tem padrão, pois tem gordinhas sexy, magrinhas envolventes, negras altamente lindas e loiras fascinantes, ou morenas hiper atraentes..



Tem mulher que faz de tudo pra chamar atenção, desde andar quase nua, pagar calcinha a dá uma de periguete e sair traçando todos que acha pela frente. Mas, o pior pra elas é que são quase vistas como um objeto descartável, nunca enxergam sua essência e seu lado original. Enquanto outras mulheres, mesmo sem querer chamar atenção, conseguem sempre ser o foco, onde querem que passem. São desejadas, são admiradas e buscadas. No entanto, sempre saberão se preservar, serem seletivas e donas de si... 




Cada pessoas tem um gente de se expressar, de se exibir e de se comportar, tanto diante da vida, quanto no amor. Tem mulheres que se sentem seguras, outras inseguras e outras fingem. Aliás, nos dias de hoje o que mais tem é fingimento! Pessoas fingindo ser o que não são e outras querendo ser o que estão fingindo. Isso ocorre, porque é muito difícil para os seres humanos, admitirem o que sente, por isso tantas negativas, onde se nega o que sente ou se diz que tá sentindo o que nem de longe passa por sua cabeça. E mesmo que alguém diga agora que não é assim, deve saber que pelo menos em algum momento da vida agimos assim. Especialmente quando estamos na presença de alguém que nos desconcerta, que nos deixa sem chão e que temos medo de abrir nossos sentimentos e segredos. Eu já fui assim, me fechava demais e deixei de viver intensamento muita coisa. Hoje descobri que isso não vale a pena. Por isso se gosto de que gosto, se não gosto digo que não gosto. Se elogiar alguém é porque realmente acho que estou fazendo com sinceridade... Mas, o interessante é que tem mulheres que mesmo saltando de alegria por dentro, fica toda cheia de não me toque quando alguém diz que ela é bonita ou gostosa! Pura hipocrisia, pois mal sabem elas que o elogio sincero, ilumina a alma...

 

sábado, 23 de setembro de 2017

Respeite os místicos e espiritualistas - não ataque o que nem conhece direito


Não zombe dos magos, cartomantes e astrólogos - cuidado com o astral superior

Livros de magia astrológica: https://www.amazon.com.br/s/ref=dp_byline_sr_book_1?ie=UTF8&field-author=Carlinhos+Lima&search-alias=books

Nunca teste um vidente, nunca busque respostas por zombaria, ou poderá ouvir um mau agouro, num lugar de um bom prenuncio. Com o Sagrado ou Oculto não se brinca. Ter respeito é uma regra não apenas com o que se conhece, mas, principalmente com o que se desconhece... E isso vale pra qualquer religião. Outra coisa importante é nunca apontar o dedo pra acusar alguém, só porque um líder religioso demagogo e manipulador disse que aquilo não presta. Siga primeiro sua intuição, seu coração e não formule preconceitos, por causa de pregações de intolerância!



Muita gente que passa por momentos de confusão, medo e desafios, muitas vezes querem uma palavra amiga e não acha. E muitos estão sendo alvos de feitiços, de ataques de inveja, olho gordo ou má língua. E seus ancestrais até mandariam uma mensagem a ela por meio de alguma arte divinatória. Como vimos na Bíblia que o Rei Saul, foi buscado ajuda em momentos de agonia. No contato com a necromante, os copistas da Bíblia, como sempre desvirtuaram, mas, não souberam explicar até hoje, como o profeta Samuel apareceu e deu aquele recado. E uma outra inspiração divina, quando ele se via afligido por um demônio, foi dito a ele que Davi deveria tocar sua harpa para afugentar o espírito mal. Enfim, uma mensagem sempre virá.
Porém o que não pode ser feito jamais, é buscar mensagens por curiosidade, pra testar as pessoas, pra escarafunchar a vida das pessoas e pra buscar as formas de atingir alguém. Temos sempre é que buscar respostas pra quilo que precisamos e não pra aquilo que queremos mesquinhamente...



Muitas pessoas trazem o dom da clarividência, tem uma intuitividade forte ou uma percepção apurada das energias sutís a sua volta. Mas, na maioria dos caos, ou acha que é loucura, leva em brincadeira ou combate com conceitos e preconceitos extremistas. E sempre vão acabar pagando um preço caro por isso. Ate porque, muitas são mau orientadas, enganadas ou desiludidas por falsos mestres...




Tarô, astrologia e toda arte divinatória, sempre serão atacadas, por motivos diversos, desde o preconceito, por intolerância e atacarem o que não entendem ou conhecem, como também por ser uma estratégia demoníaca das sombras pra atacar aqueles que buscam desenvolver seus dons extra-psíquicos. Mas, sabem porque nunca conseguiram ou conseguirão? Porque tudo isso faz parte da natureza e do inconsciente coletivo da mesma forma que as religiões, os sentimentos afetivos, os desejos sexuais e os medos ou alegrias. Por isso quanto mais atacam mais eles aparecem pois, despertam ainda mais. E vocês nem fazem ideia do quanto mundo a fora, pratica-se o esoterismo. Desde pobres a ricos, novos ou velhos. Tem muitas meninas que se trancam no quarto após a faculdade pra examinar suas questões diárias, através do Tarô, dos astros, runas ou diversos outros oráculos. Não adianta atacar, pois a maioria que se rende ao desejo de buscar informações pelo mundo divinatório, sentem-se puxados pela alma, pelos dons e pelas forças ancestrais. Só desiste, se corrompe a seitas da moda ou se afrouxa, quem entra por modismos ou por influencias e curiosidade, mas, se for verdadeiro ninguém corromperá. 



O Tarô e qualquer oráculo ou arte divinatória, tanto por ser complexo, despertar curiosidade e magia, acaba causando fascínio em uns e medo em outros. Claro que a parte do medo, é gerada pelas falsas pregações bibliolátras, que demoniza tudo, mas, o fascínio também nem sempre é real. Muitos que tem o dom, busca seus conhecimentos, por um chamado, até mesmo quem não quer estudá-lo, mas, recebem uma forte intuição de que as cartas passarão uma mensagem importante. Mas, tem aqueles que se mostram fascinados, apenas por quem querem explorar os arcanos, colocar suas duvidas querendo resolver seus problemas quase sempre mesquinhos, surrando o tarô, diariamente, sem dom e sem respeito. Assim ele se torna muito mais um perigo que uma ajuda.
Muitas pessoas estão interessadas em adivinhação, com a ajuda das cartas de tarô. Um dos oráculos e arte mais antiga e complexa falar sobre o que foi analisado por muitas pessoas, tentando entender o jogo de cada um não é nada fácil. CG Jung, o homem descobriu os antigos símbolos das cartas de tarô. A visão de que estes símbolos, que são formas ocultas, mas eles estão presentes em nossa consciência e comportamento independente de sua própria vontade. Desde a fundação de Jung na maneira que só nós podemos viver uma vida plena, se estamos em harmonia com os símbolos. e perceber, compreender a sua mensagem.
Camadas mais profundas da alma arquetípica do património escondido recebemos dos antepassados. Eles evoluíram em paralelo com a humanidade. "Neles encontramos os princípios humanos unificadores que são comuns a todos nós." Diz CG Jung.
Os cartões de imagens específicos, detalhados e experientes e arquétipos que expressam ideias. As palavras não podem articular com precisão as imagens pois estão, por conseguinte, sob a forma de imagens, imitando uma cena. Tal como acontece com a melhor representação possível pode ser definido, você nunca pode saber exatamente, ou expressá-la, totalmente. As cartas de tarô são um par de opostos que se envolvem. Quando um cartão é selecionado, antes de ter que se sentar no fundo do pequeno mundo de misticismo e de profecia, devemos estar abertos para acomodar novas informações. Assim, o lençol puxado para cima para ajudar a devolver a imagem que está em harmonia com nós mesmos sobre nossa alma e e sobre o mundo a nossa volta. As páginas são mensagens curtas e concisas, mas o seu nível de compreensão e conhecimento se expande, enche o emblema dizeres e significados, que são revelados e estão no mais profundo inconsciente e passa pelo subconsciente, até nossa mente consciente... Namastê



A Astrologia, embora não seja ainda levada a sério pelo academismo de nossa época, é tão antiga quanto o homem. O estudo dos astros surgiu provavelmente de uma apaixonada tentativa de descobrir o segredo da vida e da morte. Conhecida por todas as civilizações e culturas, a Astrologia permanece até hoje como ciência e arte de caráter experimental, de observação, que estuda as relações entre o homem e os planetas do sistema solar - o comportamento do ser humano no espaço das forças cósmicas.
Ela se ocupa de determinar as influências celestes, que presidem o destino dos seres e das coisas. É a arte das correspondências universais aplicadas aos indivíduos de toda natureza.

Climazen

Carlinhos Lima
 

Natureza mística e preconceito


Vocações e perseguidos


Não adianta querer ferrar aquela aluna quieta, que vive falando de horóscopos, gosta de ser defensora da natureza e fala de coisas sagradas. No fundo que chama ela de estranha, tem inveja, tem medo e tem vontade de conhecer o que ela conhece. Quando está confusa, quer que ela tire as cartas pra perguntar sobre aquele namorado idiota que passa o dia todo lambendo a moto, gostando mais do cheiro de borracha que de mulher... mas, enfim, ela mesmo mística, mesmo parecendo maluca, é muito mais inteligente do que aquelas que soo conhecem tintura de cabelo! E mesmo aquele cara mais descolado da escola, no fundo tem um tesão oculto por ela! E mesmo a usando roupas longas ou estranhas, é mais sexy que periguete mais escandalosa ou popular da escola! Essa é aquela que tem sangue de sacerdotisa de Vesta e um tempero alucinante de Lilith. E na sociedade atual, não existem mais bruxas desarrumadas, muitas gostam de shopping, roupas de grife e tem hábitos que nem toda patricinha pode imitar. Sabe porque, porque ser mística, ser médium e ser diferente, não tem mais classe social, essas figuras apaixonantes estão em toda parte, com toda arte e em todo tempo... Namastê
Carlinhos Lima - Cientista Contemplativo.

As mais magnéticas e irresistíveis


As mulheres mais atraentes e fatais


É muito fácil perceber que algumas mulheres tem mais sensualidade que as outras, que tem mais intuitividade que as outras e que chamam mais atenção que as outras. São aquelas mulheres que toda roupa lhe cai bem, sem intenção nenhuma acabam causando reações e desejo em que lhe observa. Isso é porque ela tem um Ori mais forte, um Chi mais magnético e alta sensibilidade na aura. Só que a sensibilidade não atua só sentindo a energia dos outros, mas, expelindo magneticamente seus odores, suas energias e até seu útero libera energias de atratividade. É uma mulher que tem um campo mediúnico bem antenado com os elementos da natureza, que recebe bem a vitalização vinda pela agua e que tem fogo exalando pelos poros. Todo homem que gosta de mulher acaba se encantando por ela e toda mulher que não tem sensibilidade, acabam se incomodando, invejando e até odiando ela. Ela tem uma proteção maior, uma energia dominante. Porém quase sempre é molestada na infância, justamente por ataques das sombras, pra tentar sufocá-la e diminuir sua luz. Quase todas acabam tomando decisões erradas, vivendo casamentos infelizes e reprimidas pela família... Ué, mas poque alguém tão especial vive quase em decadência, com vidas cansativas e gente sempre querendo detoná-la? Por dois motivos básicos: primeiro porque elas trazem um carma desafiador, quase sempre não entenderão e seguirão mais os instintos que vieram justamente pra combater. Segundo, quase sempre nascem em famílias desestruturadas, mau amadas e incompressíveis que acabam deixando-as mais confusas e frágeis, tornando-se assim alvos fáceis pra lobos em pele de cordeiro. Ué, mas, e os protetores, guias e sua energia intuitiva? Bem, quando se fala de carma-dharma, fala-se de mérito e demérito, de bagagens, dons, saldos e jugos. Ou seja, o que vem escrito, tem flexibilidade, os espíritos protegem até certo ponto onde a ajuda é necessariamente aproveitada e buscada. Mas, se o livre-arbítrio é mau usado, se caem muito mais em tentação do que escutam a luz interior, ai os guias apenas choram por estarem perdendo a batalha pras forças das trevas. Quase sempre essas pessoas seguem más influencias e acabam usando sua sensibilidade mau, para sexo, traição e outros fins que só maculam sua mediunidade! Carlinhos Lima.

O poder da dança e da música



A música mexe com nosso interior, com nossas emoções e com nossa alma. Por isso os atabaques usados nas tribos despertam até vibrações inconscientes. Que tipo de musica e de rimo vai mexer mais com nosso espírito, depende muito da alma de cada um, mas, batuques já ouvimos o tempo todo, mesmo que nossa mente não preste muita atenção, mas, o coração não para de bater e quando paramos um pouquinho para observar, veremos que seu ritmo segue um fluxo de vida. As vezes quando estamos precisando de alegria, dançar e ouvir música faz muito bem...

Tenha autoconfiança e busque em si mesma a força pra vencer e se manter de pé sempre, ninguém é igual, ou tem que seguir padrões de beleza, de comportamento ou de sentimento. Somos únicos justamente para sermos originais! Ser confiante é o primeiro passo pra está feliz, firme e em rumo ao sucesso...

Desejos escondidos e máscaras


Sexualidade e pombagira


A sociedade aprendeu ou escolheu agir sempre de forma mascarada, camuflada, hipócrita, dissimulada e secreta. Assim é difícil julgar com precisão quem é quem no mundo de hoje. Em termos de sexo por exemplo, tá cheio daquelas que são uma dama na sociedade e uma puta na cama, como tem muitas que são julgadas como perdidas e na verdade tem um comportamento muito mais modesto do que se imagina. Todo mundo vive de segredos e isso é previsto até na hora da fé. Por isso, aquele comportamento ridículo de ficar nas igrejas contando seu passado negro, não importa a ninguém e nem a Deus. Ninguém quer ouvir seus erros, não se dá testemunho de pecado e sim de glórias. E tem mesmo ainda, aqueles que traem seus conjugues, mas, gritam nas casas de culto, como se nada devessem a ninguém. Mas, tem um porém, de repente, passam a sofrer ataques, sofrem por magias negras e seu comportamento ou seus desejos parecem fugir ao controle. Assim como tem meninas que pensam que podem esnobar todo mundo e de repente, se veem nos braços da prostituição, sem juízo e sem controle, porque pessoas malignas, fizeram sua pombagira danças, há quilômetros de onde ela vive, mas, deixando ela vulnerável ao perigo. Pessoas que pactuam com a noite, fazendo pactos que elas que tem seus axés não fizeram e preferiram viver numa vida de esnobismo e ignorância! Cuidado! Suas mascaras não protegerão pra sempre, seus sorrisos, suas espertezas e traições. As traições só estarão respaldadas, quando justificadas pelo amor verdadeiro, do contrário é apenas luxuria e está sob as asas dos guardiões da noite... Mas, tem pessoas que sofrem com maridos ruins, insensíveis e dominadores, que fazem por merecer seus cornos. Assim como tem meninas que esnobam certos elementos que mau merecem seu bom dia! Basta se cuidarem bem, não descuidarem do lado espiritual e ter noção que o perigo sempre rondará todo aquele que é desejado, invejado e admirado.

Sexualidade e puberdade: Ciclos


Pombagira e Exu, agindo nas fases da vida


E de repente, aquela mocinha comportada, obediente a mãe e que vivia na igreja, passa a vibrar, se divertir e dar pra todo mundo! Não escuta mais a família, nem mesmo os amigos ou liga pro que todo mundo fala dela. Fica com ar de louquinha, perde o juízo completamente e qualquer coisa tá possessa, respondona e cínica! Eu sei, eu sei... tem muita gente que é assim naturalmente, já nasceu as avessas! Sim tem! Só que estou falando de quem tem uma natureza serena, pacata e obediente e de repente se transforma. E não tô falando de que se faz de santa ou de inocente, mas, de quem realmente tem um espírito harmônico. E nem só mocinhas, mas, também mulheres experientes, que não era sempre fiel ao marido e nunca deu a ninguém, mas, de repente solta a franga! Ou aquela mulher que é solteira, mas, vive casos intensos com homens quem nem sequer lhe ama... Enfim, são mudanças bruscas, de mulheres com anos e anos de casamento e de repente trai e não consegue mais parar ou a mocinha ingênua que sempre obedeceu a mãe e sempre quis se preservar, mas, cai na gandaia até mesmo sem perceber! Pois é, muitas pessoas são vitimas de magias violentas, de atos inescrupulosos de pessoas que usam elementos obscuros pra enlouquecer os outros, dominá-los magisticamente, como se fazia muito na idade média.
E muitas dessas pessoas não caem por acaso. Na verdade há brechas no seu subconsciente, maculas, que em determinados momentos, ao alinhar-se ao inconsciente, deixa-as vulneráveis. E não é apenas com mulher, mas, com homem também acontece na mesma proporção. E muitos tem as marcas da queda, da traição e da vida obscena grafada na palma da mão, no horóscopo ou nos odus. Mas, essas pessoas recebem um alento, uma proteção maior e uma revigorante energia, quando encontram amigos de fé, que conhecem mistérios, que tem um santo forte e tem força espiritual. Quando tem amigos de confiança e a proteção de alguem que lhe ame de verdade.

Pessoas protegidas espiritualmente


Pessoas que tem fé e esperança


Algumas pessoas tem mais proteção que outras. Vemos que elas passam por conflitos e desafios, quase sempre ilesas, enquanto outras, caem com muita dor e facilidade. E isso independe de sua fé, ao contrário do que os religiosos querem fazer todo mundo acreditar. Vemos que tem pessoas que não acreditam em nada e nem sequer pensam no sagrado e são ricas, jovens, felizes e de sucesso. Enquanto outros vivem perambulando por templos e filosofias religiosas e não saem da estagnação. E isso é porque independe de nossa vontade consciente, como muito se quis professar com o tal "O Segredo". Na verdade, nosso caminho já está pré-programado, pra que apenas possamos polir, ajustar e iluminar. Ai vem o carma, o uso do livre-arbítrio, de que forma usamos ou sentimos nossos instintos e que porção de verdade, amor e justiça existe em nós... Até mesmo para os que se tornaram reféns da bibliografia, verá que Abrão, Moisés e outros patriarcas, não tinham fé ou não entendiam o que era, mas, a divindade que veio ao encontro delas. Assim, quem tem sua missão, mesmo sem buscar o sagrado, ele virá no tempo, local e necessidade certa. Não adianta fugir, fingir ou correr! Somos escolhidos e a única escolha que temos é o que fazer com aquilo que o Criador escolheu pra nós...

Destino & virgindade - livre arbítrio


Sexualidade e as escolhas na vida

Há uma discussão entre místicos que defendem a existência do destino, com divulgadores de autoajuda que defendem exclusivamente o livre-arbítrio. Estes primeiros, dizem que nossa missão aqui na Terra já está escrito que pelo chamado carma vamos vivendo, num limite tênue entre erros e acertos, que nos premiam ou nos prejudicam. O segundo grupo, como vimos por exemplo na tal corrente chamada de "O Segredo", uma herança de maçonaria, psicanálise moderna e uma mescla de tantas outras filosofias do pensamento positivo, defendem que todos nós somos livres e podemos escrever nosso próprio destino. Mas, ser extremista tanto de uma vertente quando de outra é um erro, pois nem somos completamente livres e nem completamente presos ao destino.

Na verdade destino e livre-arbítrio se interagem o tempo todo. Vamos escrevendo na verdade com as tintas e papéis que o destino vai nos dando, mas, as folhas vem com títulos e frases, que vamos moldando e escrevendo nosso poema existencial. Mas, na verdade este é um tema complexo que não dá pra explicar aqui e talvez nem num único livro. Porém quero abordar aqui uma parte importante que muitos ignoram e outros por má influência de formadores de opinião, especialmente religiosos, tem sobre o assunto que é o sexo.

Este é o tema mais buscado, talvez até que dinheiro e tantas outras coisas, o mercado do sexo, movimento bilhões de dólares mundo a fora e aqui em nosso pais, porém uma mistura de hipocrisia, distorção, negação e mau uso, acaba querendo sucumbir ao sexo, como pecado ou impróprio, quando na verdade tá longe disso. O sexo é um dos pilares de nossa existência, sem ele todos os seres vivos seriam extintos. Não é a toa que grandes magos perceberam na magia sexual, uma das maiores fontes de poder. E por falar em sexo, o tema virgindade, que muitas pessoas com poder midiático e tentando combater as amarras religiosas, também acabaram banalizando o tema e subtraindo valores importantes.

As pessoas confundem liberdade com banalização e isso é ruim. E assim o tema virgindade, até mesmo pra espiritualistas, continua tabu, continua satanizado ou na nova onda, aparece como coisa liberal. Em termos místicos a virgindade ainda continua tendo muito valor e não é apenas o rompimento do hímen, mas, o rompimento de uma energia de proteção dos seres.
Soa como caretice, ideia retrógrada ou apego a tradições, mas, em termos místicos, a virgindade é de suma importância. Por isso demônios nos mitos, contos e fábulas, exigiam virgens; por isso, filhos de deuses, nasciam de uma virgem, como é o caso do próprio Cristo. Comunidades, seitas e rituais se formaram ao longo da história em torno de virgindade. E é comum, meninas virgens serem alvo de ataques de feitiçaria, de pessoas querendo desvirginá-las, enfeitiçá-las e assim por diante.

Na verdade a história de uma mulher é escrita desde o útero da sua mãe, em pequenos pontos indicando caminhos, mas, a partir do momento que começa sua puberdade e o poder de Vênus começa a operar nela, surgem forças querendo desvirtuá-la. E a história que era pra ser escrita por ela, pode ser reeditada por energias ruins. Muitas mulheres sofrem hoje, porque teve sua vida sexual iniciada, reescrita e redesenhada por um homem inescrupuloso, de sangue ruim e no momento ruim. Veja que uma mulher que tem uma missão espiritual e em certo momento ela é iniciada por alguém apenas por luxuria, toda sua parte mística da alma fica maculada. Por exemplo, uma gravidez indesejada, o escárnio social ou familiar, tudo isso, tira a mulher de seu foco, de seu destino e de sua missão.

Quando uma mocinha perde a virgindade ela perde parte de sua proteção e foco. E não há no entanto uma regra, ela pode se iniciar com qualquer um de qualquer idade, desde que seja amor, de um pelo outro, mas, escolher por classe social, ou porque é descolado entre os colegas, ou ficar com alguém só por que é filho de rico ou porque anda de carro, moto e é de uma idade compatível. Tudo isso não é regra, pois a regra é o amor! Se escreva seu destino, como amor, não dê a caneta das suas decisões a outras pessoas, pois apenas vai manchar seu destino e sua escrita pessoal, ficará confusa e talvez até arruinada.

Carlinhos Lima - Namastê
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Seguidores

Seguir por Email

Seguidores

Marcadores

orixás (257) magia (253) espiritualidade (180) astrologia (163) (152) Umbanda (113) amor (113) umbanda astrológica (103) sexo (97) CONCEITOS (96) Umbanda-Astrologica (93) signos (91) religião (78) mulher (76) previsões (70) exu (64) conceito (58) pesquisas (58) 2016 (56) anjos (56) carma (51) comportamento (51) pombagira (51) signo (51) destino (50) astral (49) candomblé (48) mediunidade (47) Cabala (44) rituais (43) UMBANDA ASTROLOGICA (40) Astrofísica (38) poder (35) CONCEITOS DE UMBANDA - ASTROLOGICA (33) ancestrais (30) arcanos (30) Livro (29) sucesso (29) espaço (28) fé religião (27) oxumaré (26) pesquisa (26) busca (25) comprendendo o simbolismo (25) desejo (25) odus (25) sorte (25) estudos (24) magia sexual (24) oxum (24) Ogum (23) deus (23) vida (23) PESQUSAS DE UMBANDA ASTROLOGICA (22) pombagiras (22) sexualidade (22) ifá (21) proteção (21) anjo (20) horóscopo (20) protetores (20) energia (19) orixas (19) Umbanda-Astrologiaca (18) baralho (18) magos (18) oxalá (18) Iansã (17) 2014 (16) Caminhos da fé (16) INICIAÇÃO (16) Obaluaê (16) Saturno (16) UMBANDA ASTROLOGICA E MAGIA (16) astros (16) brasil (16) sagrado (16) Comportamento na vida (15) ano (15) atriz (15) axé (15) jesus (15) livro de umbanda astrológica (15) mapa astral (15) CONCEITOS DE UMBANDA (14) Lua (14) Omulú (14) Xangô (14) carma sexual (14) dinheiro (14) oráculos (14) terra (14) magia negra (13) odús (13) paixão (13) vibrações (13) Guias (12) Júpiter (12) Yorimá (12) linhas (12) ritual (12) 12 signos (11) Marte (11) Orumilá-Ifá (11) caminhos (11) mapa astrológico (11) nova era (11) Estudo (10) REENCARNAÇÃO (10) bem estar (10) ciclos (10) conhecimento (10) céu (10) história (10) numerologia (10) oração (10) planeta (10) Astrônomos (9) Horóscopo Chinês (9) OFERENDA (9) OS SENHORES DO DESTINO (9) anjo da guarda (9) clavículas de Salomão (9) estrela (9) poderes (9) umbanda-astrológica (9) vibração (9) 72 anjos (8) Caboclos (8) ciência (8) cães (8) homem (8) luz (8) mestres (8) oraculo (8) pemba (8) Astronomia (7) CATIMBÓ (7) Era de Aquário (7) Macaco de Fogo (7) busca espiritual (7) cientistas (7) cosmos (7) dons (7) missão (7) obsessão (7) solidão (7) agente do carma (6) arcanjos (6) astrólogos (6) chacras (6) essência (6) Câncer (5) EXU GUARDIAO (5) Escorpião (5) Mitologia (5) amarração (5) esquerda (5) feitiço (5) misterios (5) Linha do Destino (4) advinhação (4) ebós (4) era de Aquario (4) macumba (4) mapa astrologico (2)